lessphp fatal error: failed to parse passed in variable @bodyBackground: lessphp fatal error: failed to parse passed in variable @bodyBackground:  Papo de Mestre #03 - Como mestrar (bem) uma aventura de RPG - Parte 1 - Abacaxi Voador

Papo de Mestre #03 – Como mestrar (bem) uma aventura de RPG – Parte 1


Você sempre quis saber como mestrar  esse “tal” de RPG? Você não faz ideia de onde começar? Sua turma de amigos está pressionando você para ser o Mestre? Você é um jogador, mas não está empolgado com sua mesa de jogo? Está inseguro? O que está faltando afinal? Fique aqui no Abacaxi e vamos descobrir como resolver essa questão!

Muitos Dungeon Masters, ou simplesmente DMs (termo cunhado no final da década de 70 – oriundo do  RPG mais famoso do mundo, o Dungeons and Dragons), quando estão iniciando suas carreiras, passam pela mesma dificuldade: como organizar as ideias para mestrar e conduzir uma aventura?

Se você escolheu o papel do DM (ou Mestre do Jogo – aquele que vai conduzir a aventura) e  seus jogadores o elegeram como tal, não se sinta tão pressionado. Aqui vão algumas dicas para que você possa se dar bem nessa empreitada:

Prepare sua aventura. Escreva em um papel os principais acontecimentos, lista de personagens e criaturas que irão encontrar e também os desafios importantes

Prepare sua aventura. Escreva em um papel os principais acontecimentos, lista de personagens coadjuvantes e criaturas que os jogadores irão encontrar. Não se esqueça dos desafios importantes!

  • 1) Entenda o papel de um Mestre do Jogo – O Mestre do Jogo é quem tem o maior trabalho na empreitada. É ele quem orquestra tudo. O Mestre tem que estar preparado para propor desafios interessantes e inteligentes para os jogadores, criar histórias e entender que o RPG é um jogo colaborativo, onde ele não está contra os jogadores da mesa. Na verdade, precisa ajuda-los de certa forma a atingirem seus objetivos, proporcionando momentos de entretenimento prazerosos para todos.

Para ser um bom Dungeon Master (ou seja, Mestre do Jogo), você precisa estar ciente das regras e do cenário que escolheu

Para ser um bom Dungeon Master (ou seja, Mestre do Jogo), você precisa estar ciente das regras e do cenário que escolheu

  • 2) Leia o livro de regras e entenda a mecânica de jogo – Todo jogo tem uma regra. Um RPG de mesa tem várias regras. E o conjunto delas forma o seu sistema de jogo. Então, aprenda o sistema de jogo do RPG que você e seus amigos escolheram para jogar. Leia os livros de regras básicas para começar, iniciando pelo Livro dos Jogadores e Livro do Mestre – nesta ordem. Descubra quais são estes livros para o cenário escolhido. Alguns sistemas possuem um Kit para Iniciantes, que conduz o mestre e os jogadores (que nunca se aventuraram num RPG) de forma didática para que sozinhos eles possam aprender a jogar.

Como Dungeon Master (ou Mestre do Jogo), o mundo está em suas mãos. Você é o responsável por tudo aquilo e todos aqueles que não são os personagens dos jogadores!

Como Dungeon Master (ou Mestre do Jogo), o mundo está em suas mãos. Você é o responsável por tudo aquilo e todos aqueles que não são os personagens dos jogadores!

  • 3) A maior responsabilidade é a do Mestre do Jogo – Tudo que não for responsabilidade do jogador é responsabilidade do... Mestre! Sim, e isso não é ótimo!? O controle está em suas mãos! Todos os personagens que não são os jogadores e as situações propostas a eles, a narração da ambientação e tudo o mais estão sob seu controle. Portanto, acomode-se atrás do Escudo do Mestre, e seja um! Interprete tudo e todos que não forem seus jogadores! Domine a situação! - mas com responsabilidade e coerência! 😉

Não deixe seus Jogadores te intimidarem. Afinal de contas, você é como se fosse um "Deus" no cenário em que jogam!

Não deixe seus Jogadores te intimidarem. Afinal de contas, você é como se fosse um "Deus" no cenário em que jogam!

  • 4) Você é uma espécie de “Deus” – Não se sinta pressionado. Relaxe. Você é o narrador da história e do mundo escolhido para conta-la. E seus jogadores, além de quererem ouvir esta história, estarão prontos para participar dela. Acredite. Mas ser “Deus” não quer dizer que você pode ser rude, mandão ou arrogante com seus jogadores. Lembre-se de que, as maiores virtudes de um Dungeon Master (ou  Mestre de Jogo) são a coerência e o bom senso. Abuse destes!

Seja criativo! Você precisará de uma boa desculpa para reunir e manter unidos um grupo tão eclético.

Seja criativo! Você precisará de uma boa desculpa para reunir e manter unidos um grupo tão eclético.

  •  5) Dê aos Jogadores um forte objetivo para estarem juntos – muito provavelmente um grupo de jogadores de RPG costuma ser bem heterogêneo: cada um de uma raça, profissão e histórias distintas. Por isso mesmo dê a eles a oportunidade de encontrarem-se em busca de um objetivo em comum. Exemplo: um caixeiro viajante que precisa de ajuda, um comerciante bem de vida e pai desesperado precisando de heróis que resgatem sua filha raptada por um bando de 'orcs', ou um trabalho de aluguel que faça com que o grupo receba uma recompensa, tenha satisfação, glória ou apenas pelo que é “certo”, ser contratado para eliminar um mago necromante que subjuga um vilarejo, etc... Eles são diferentes, e sempre serão, mas para mantê-los unidos, ajuda e muito que compactuem do mesmo objetivo, cada um do seu jeito.

Na segunda e última parte deste artigo, mostrarei a importância da mitologia em suas aventuras. Não desperdice nenhuma informação que seja vivida pelos jogadores. Aprenda a desenvolver e dar continuidade à sua criatividade em cima de tudo que você e seus jogadores ajudaram a criar juntos. Não perca!

Abacaxi Voador
HQzeiro. Cinéfilo. RPGista. Quando não está inventando palavras, está ajudando os amigos que fez no Abacaxi Voador redigindo, escrevendo e palestrando. Acredita que o Abacaxi tem um Q de "Sala da Justiça", e portanto acredita que tem super poderes.
  • Nerd Radioativo

    comecei a mestrar a pouco tempo, mas os caras que jogam comigo ficam fugindo da aventura e fazendo um monte de coisas nada a ver ;-;

  • Carla Gois

    Posso sugerir uma promoção pro AV? O prêmio seria participar de um RPG mestrado por vocês. Tenho certeza que seria uma aventura épica!
    A escolha poderia ser por sorteio, por venda de ingressos, ou por torneio mesmo. Se for boxe eu já aviso que levo vantagem… Rsrsrs

    • Olá Carla! Taí uma boa ideia a se levar em conta! Vamos amadurecer a questão. Enquanto isso, não deixe de acompanhar a coluna e comentar! 😀

  • Rodrigo Magalhães Mesquita

    Muito interessante essa matéria. Eu mesmo já pensei em ser mestre, mas achei que seria muito confuso. Com essas dicas acho que talvez eu possa embarcar nessa empreitada.
    Valeu Alexandre!

    • Rodrigo, então agora não tem mais desculpas! Tô esperando ser chamado para a mesa! Não deixe de acompanhar a Parte 2 do artigo. Falo de mais dicas! 😉

      • Rodrigo Magalhães Mesquita

        Eu pedi para o Garrit me trazer os 3 livros do novo sistema do D&D quando voltasse dos EUA. Ele já voltou e só falta eu pegar na casa dele. Não é uma ideia ruim Alexandre. Vamos vendo como que fica depois de eu ler? Quem sabe rs