lessphp fatal error: failed to parse passed in variable @bodyBackground: lessphp fatal error: failed to parse passed in variable @bodyBackground:  Caverna do Caruso #80 - Carta 44 - Abacaxi Voador

Caverna do Caruso #80 – Carta 44


Pra quem reclama de falta de variedade nos quadrinhos distribuídos no Brasil, a Devir acabou de lançar o excelente Carta 44, da Oni Press. (E pra quem não reclama, também).

Capa do volume 1 pela Devir

Capa do volume 1 pela Devir

A revista conta a história de um presidente que acaba de assumir a Casa Branca e, dentre as inúmeras funções que ele precisa dar prosseguimento, está uma missão ultra secreta de contato com vida alienígena, tudo explicado em uma carta deixada pelo presidente anterior, só com os dizeres 44 no envelope.

O que diferencia o roteiro é o ritmo. Ao contrário da maioria dos quadrinhos de ficção científica, Carta 44 tem um ritmo mais lento, bastante realista, meio Interestelar (aquele filme de 4 horas e meia, sabe?). Apesar de estarmos loucos pra saber afinal que diabos está acontecendo naquela estação espacial secreta, o autor toma o seu tempo mostrando todos os trâmites de um Presidente que acaba de assumir o cargo, suas relações, burocracias, etc. É importante ressaltar que, dizer que o ritmo é mais lento, não significa dizer que é mais chato. Muito pelo contrário. Essa velocidade parece dar um tratamento mais adulto ao enredo, te deixando preso como quem assiste a um bom filme ou uma série, só que da HBO.

Os desenhos são muito bons, mas, na minha humilde opinião, não combinam tanto com a revista. Eu sinto que um traço mais realista casaria melhor com a linguagem proposta pelo autor. Os personagens desenhados pelo espanhol Alberto Jiménez parecem prontos para colocar uma máscara de morcego e combater o crime, se é que você me entende. Por outro lado, isso não chega a prejudicar a leitura - nem um pouco. Talvez, pensando bem, até sirva para dar um dinamismo ao tal ritmo lento do roteiro acima mencionado.

De qualquer modo, é uma história bem bacana, que vale a pena ser conhecida, em especial para quem quer fugir da super mesmice da Marvel e da DC, ou pra quem adora tramas intergalácticas realistas (aliás, quem não adora tramas intergalácticas realistas??? É como diz a letra daquele samba "Quem não gosta de tramas intergalácticas realistaaas, bom sujeito não é... É ruim da cabeça, ou doente do pé..." Ou algo assim.)

VANTAGENS

Primeiro ato como presidente, ler a Carta 44!!

Primeiro ato como presidente, ler a Carta 44!!

  • Saiu no Brasil!
  • Pela Devir, o que significa que a distribuição pelas livrarias deve ser caprichada
  • Saiu no formato americano, algo muito raro na Devir, que adora fazer ou no formato canadense (aquele que é quaaaase americano, mas é um pouco menor) ou no formato Itú, que é tipo o formato americano, mas muito maior e capa dura e não combina com as outras revistas da estantes. ESSE É O FORMATO, DEVIR. MANTÉM.
  • História original.
  • Descanso ideal para quem quer dar um tempo nos collants.
  • Desenvolvimento realista de uma trama de ficção científica.
  • Trama envolvente.
  • Maravilhoso acabamento gráfico! Parece coisa de jabá isso, mas é verdade, a revista tem uma qualidade gráfica excelente!

DESVANTAGENS

  • Esse é o volume 1 de uma série em andamento. Ou seja, termina num belo dum cliffhanger! Resta saber quando que a Devir pretende lançar o próximo, ou próximos volumes.
  • O traço não combina tanto com a trama realista.
  • Tem bastante texto. Não é para os mais fracos. (Mas também não é taaanto texto assim... Deixa de preguiça!!!)
  • Não sei o preço. Pode ser que seja salgado, por conta do belo acabamento gráfico...

Taí! Eu sou sempre muito a favor de divulgar os títulos diferentes que saem aqui no Brasil, pra que a gente tenha cada vez mais variedades nas prateleiras (e, quem sabe algum dia, eu possa parar de gastar dinheiro na Amazon). Então faça a sua parte! Divulgue!

Mesmo que você não goste dessa revista em particular, faça ela encontrar alguém que goste, para que a próxima a ser publicado seja aquela que você quer! (Não sei se fez muito sentido essa frase, mas enfim...) De qualquer modo, eu gostaria muito de saber quem já leu, quem não leu e o que acharam da leitura ou da ideia dela! Por favor, conversem comigo!!!

Até a próxima e boas leituras!

Fernando Caruso
Eu mesmo.
  • Tartaruga

    Olá Caruso, sou um dos ouvintes do MDM batendo cartão por aqui mas, pode ficar tranquilo, que lá não me arrisco em comentar. Gostei da premissa, pelo que vi nas imagens, o clima da história é noir?

  • Jack Spicer

    Cara vim pelo vídeo do banguela, mas já conhecia o seu trabalho, inclusive a paixão pelo universo nerd. Curti a indicação, no aguardo por outras! Coloca esse canal do youtube pra frente!

  • Ander Navarro

    Olá Caruso!!! Achei bem legal o seu ” canal” rsrsrs, e cara que coleção do caralho essa sua hein? Confesso que sempre que podia acompanhava sua participação no ” Vai que Cola” e quando descobri que vc era um “nerd podcrastinador” comecei a admirar ainda mais seus trabalhos rsrsrs (não vou dar pra vc, sou casado, kkk). Bem, vida longa e prospera!!! Quanto a Carta 44: não li, mas gosto dessas histórias sobre extraterrestres, com essa pegada mais realista. Concordo que os desenhos, devem acompanhar a história sim, ou imagine Liefield desenhando uma história assim? Eu não me lembro do nome, mas lembro que sai pela Image, uma hq que uma presidente assumia os EUA, e também tinha que lidar com os E.Ts, e ai tudo o que se sabe sobre conspiração alienígenas estava presente nessa hq, mas eu não lembro no nome mesmo (deve ser a idade).

  • Victor Guimo

    Fala, Caruso! Sou um grande admirador do seu trabalho! E já começo me desculpando por estar me comunicar por aqui falando sobre um assunto que não tem a ver com esta matéria, mas que tem a ver com a coluna.
    Moro em Campos, no interior do RJ, e aqui ainda falta um espaço nerd. Há uns anos tenho o desejo de abrir uma comic shop pois sei que o público aqui é grande, porém disperso. Quero criar um ponto de encontro pra que todos possam trocar ideias, ler, jogar, comer… se sentir em casa. Inclusive, este é o tema do meu trabalho de conclusão de curso em Design Gráfico. Tenho muito material, identidade visual pronta, propostas, projetos… mas quero aproveitar o espaço aqui pra enriquecer a minha pesquisa com a sua opinião. Pra você, o que um ambiente de comic shop deve ter (ou deve se comportar) pra que seja um local atrativo para o público alvo?
    Obrigado por me doar um pouquinho do seu tempo e, se quiser saber mais sobre meu projeto, será um prazer apresentar pra você. Forte abraço!

  • Acho que vou correr dos scans, obrigado pela dica.

  • Gilberto Sousa

    Fala Caruso!
    Li ontem o Carta 44 e achei o roteiro realmente foda, a ponto de conseguir me fazer esquecer a arte do filho do Rob Liefeld, pois o desenhista tem que melhorar muito pra ficar ruim…
    Não sei se vale a pena esperar uns 2 anos pelo numero 2 ou novamente acionar a Amazon gringa…
    Enfim, acho que um roteiro desse nivel merecia um artista de primeira linha, valia até ressuscitar o Moebius, ou colocar o Byrne ou Mike Kaluta, enfim, um cara pra consagrar a obra.
    Obviamente isso tudo é baseado no primeiro encadernado, e não faço ideia se a sequencia mantem esse nivel, mas se mantiver será marcante.
    Abs!

    • Hahahahahah Ri alto aqui com o Filho do Rob Liefeld. Realmente, o cara não combina.
      Eu acho que tinha que ter um cara mais realista, talvez um Maleev ou até mesmo um Steve Dillon, que tem uma certa “neutralidade” no estilo dele. Mas bacana que você leu, cara! Quando você escreveu “li ontem o Carta 44..” confesso que chegou a me dar um frio na barriga de “caraca o cara leu mesmo!! Será que eu fiz merda em indicar??” Hahaha Mas que bom que você curtiu! (Ufa)

      • Gilberto Sousa

        Fala Caruso!
        Legal que a mulher do Jovem Nerd é sua fã, de acordo com o perfil fake abaixo. Hehehe
        Vi que você é um grande fã do Instagram, pois postei uma mensagem direta por lá, mas ela ficou no estilo velho oeste, cidade abandonada, e aquele monte de feno rolando pra la e pra cá ao som do vento….
        Então voltei aqui na sua coluna pra saber sobre este seu compromisso das segundas, qual seria o melhor horário para aparecer sem te atrapalhar?
        Grande abraço e estou no aguardo por novas matérias fora do mainstream.

  • Meu amor.

    E vou ler essa revista indicada por causa da capa,muito foda.Alias acho que tem uma capa dos vingadores parecida.

    • Jura?? Não achei a capa nada de mais… Quer dizer, achei bacana e tals, mas não compraria por ela, entende? Interessante…

  • Meu amor.

    Sei que não é essa a ideia.Mas ainda espero sua majestade falar do Rom,aquele heroi criado pra vender bonequinho.

    • Putz, acredita que eu nunca li? Acho que vai demorar um pouco pra essa coluna sair…

  • Darth Paul Poor Traaais

    Interessante. Vou esperar sair mais algum volume e aí sim, começar a leitura. Sou traumatizado por conta de “Berserk”, mangá de Miura Kentaro que começou em 1989 E NÃO TERMINOU ATÉ HOJE!!!! Aí você pensa “PUTZ! Deve ter uns 1000 volumes essa bagaça!”. E aí é o que mata de raiva: o sujeito faz umas pausas para renovar sua criatividade; PAUSAS QUE DURAM ANOS!!!

    Só não fui lá pra mostrar todo o terror que meu nome representa pois curto o universo e os personagens. Por falar nisso, Caruso, já leste “Berserk”? É uma bizarra mistura de Conan+Cthulhu. Vale a pena…

    • Não li Berserk! Tá na minha lista já tem um tempo, porque foi indicado pra mim aqui mais de uma vez (em especial na Caverna que eu escrevi sobre Gantz). Mas me diga uma coisa: nessas “pausas pra renovar a criatividade” tem pelo menos um encerramento de arco, algo que de um senso de conclusão, ou para tipo coito interrompido mesmo??

      • Darth Paul Poor Traaais

        Aí, como dizia o sábio, “vareia”. Tem vários arcos fechados mas tem hora que rola esse “corte do rabo do macaco” (ou braço do gorila, depende do calibre retal). Mas com 35 volumes e mais de 340 capítulos, acho que tem muita coisa pra te distrair…

  • Leonardo Souza

    Quantos encadernados no total, se o ritmo de publicação da devir pra essa for igual ao the boys por exemplo vamos ter um encadernado a cada copa do mundo

    • Hahahaha Não faço a menor ideia! Mas entra lá no site deles e pergunta! Quem sabe o próprio interesse já não gera um movimento na editora? Segue o link: http://devir.com.br/

  • The Nindja

    Boa dica… vou atrás

  • Ricardo Pires Ferreira

    Gostei da premissa da história! Vou correr atrás pra ler.

    O único problema é que é da Devir, o que significa que a continuação do título é tão incerta quanto o futuro do Guns’n Roses. Se não tiver continuação e for bom, teremos que apelar para meios eticamente questionáveis (mas eficientes) de leitura…rs

    Abraço!

  • Tito Camello

    Não li, mas essa arte de capa me atrai feito mosca na fita crepe pendurada no teto.

  • Me veio a mente House of Cards, existe alguma semelhança ou eu sou maluco?

    • Não sei dizer exatamente, Victor, porque eu não assisti House of Cards ainda! Mas eu acho que não, viu? No sentido de que o foco está mais no projeto secreto do que nas intrigas políticas. Elas são mais um pano de fundo, sempre relacionadas ao tal projeto secreto.

      • Como sempre você despertou meu interesse! Vou correr atras. A proposito me lembrei de uma coisa totalmente fora do contexto, estou tentando entrar em contato contigo pra marcar uma gravação que tínhamos combinado ao um tempinho, te mandei um e-mail mas não sei se é o endereço certo, ficaria feliz com um contato…

  • Benjamim Arrola 3.0

    Essa HQ tá com cara daquelas que são boas de ler tudo de uma vez… sei não, acho que vou esperar sair tudo.
    Só mais uma coisa, Caruso: cê tá no filme do Pelé?

    • Sim, sem dúvida, é melhor ler tudo de uma vez! Por outro lado, é um volume de texto caprichadinho, então também dá pra ler com um certo respiro entre uma edição e outra.
      E sim, estou no filme do Pelé.

      • Benjamim Arrola 3.0

        Aauheuaheuaheuahuehauehuauahuea!!! Que maneiro, cara! Conta aí como foi a produção do filme. Eu não entendi direito um negócio, tem hora que os caras falam em português, na outra em inglês e o português é numa pronúncia bem gringa, como funcionou esse processo de produção (não sei como chamar isso)?

        • Rapaz… Aqui, eu prefiro falar de quadrinhos!

          • Benjamim Arrola 3.0

            uaheuahuehauehaue… tá certo! ^^

  • Gilberto Sousa

    Fala Caruso!
    Realmente parar de gastar na Amazon gringa ainda parece um sonho distante… Tanta coisa legal que não sai por aqui. Seria legal você fazer indicações da Image e de quadrinhos Europeus inclusive os não publicados no Brasil, tem realmente muita coisa que os leitores brasileiros merecem ler e dificilmente sai por aqui.
    Algumas sugestões:Descender e Essex County do Jeff Lemire, Black Science,
    O Trem dos Órfãos, qualquer obra do Miguelanxo Prado, Guido Crepax ou Enki Bilal.
    Grande Abraço!

    • Pô, é justamente por isso que eu faço a coluna, Gilberto! Pra trocar essas figurinhas mais difíceis de achar. E eu acho que as coisas diferentes que saem por aqui tem que ser divulgadas. Quem pode, compra. Quem não pode, divulga, pra ver se alguém compra e aí pede emprestado! Rs
      Não conhecia nenhuma dessas sugestões (tirando o Miguelanxo Prado, o Enki Bilal e o Guido Crepax, mas esse último eu nunca li…) Você chegou a ver a Caverna sobre XIII e Em Busca do Pássaro do Tempo? São dois títulos belgas que eu me amarro bastante! Se tiver com tempo, entra lá e deixa um comentário pra gente trocar uma ideia. Me amarro em quadrinho Europeu, mas tem muito tempo que eu não consigo botar essa parcela da minha leitura em dia…

      • Gilberto Sousa

        XIII é algo que está na minha lista ha muito tempo e ainda não comprei, inclusive foi recomendado também pelo Sidney Guzman no podcast Confins do Universo sobre Quadrinho Europeu. Certamente vou ler. Sabe dizer quantos álbuns do XIII foram publicados aqui?
        A Dark Horse Comics publicava na decada de 90 uma excelente revista chamada Cheval Noir, no estilo da Animal publicada no Brasil, com ótimo conteúdo Europeu e que vale também como referencia. Nesse link encontro as capas e conteúdos e já serve como indicação. http://comicvine.gamespot.com/cheval-noir-11/4000-33144/
        Infelizmente os álbuns precisam ser adquiridos em inglês na Amazon, e muitos deles, ja fora de catalogo, somente no ebay ou lojas que vendem através da própria Amazon.
        Abs!

  • Orlando Neto

    Ser da Devir me dá um certo receio. Uma por não saber se vão completar, e o valor, que geralmente costuma ser desproporcional por causa da tiragem. É o tipo de história que eu curto. Vou deixar anotado aqui. Acabei de chegar e estou adorando. Curto conhcer esses quadrinhos fora do mainstream. Tô maratonando o podcast de vcs tbm e gostando bastante. Eu ouço essa mídia a pelo menos 10 anos e conneci mts programas. Atualmente fiquei meio sem saco e minha lista diminuiu bastante. Como ainda ouço MDM (aquela merda…rs) acabei ouvindo suas participações e bateu a curiosidade. O programa de vcs aqui é bem melhor. Não sai daqui não…hahhahhaha. Bem paro por aqui pra não me alongar. Vc vai me ver mais por aqui. Eu tenho um instagram pessoal que está sendo usado pra fazer minis resenhas sobre o quadrinho ou mangá q eu acabei de ler. Por ser rapidinho eu coloquei o nome de @miojogeek se tiver instagram dá um bizu lá pra ver qualé. Grande abraço e até a próxima.

    • Seja bem vindo, Orlando! Muito obrigado pelas palavras carinhosas!
      Cara, eu entendo total o seu receio com a Devir, ou com qualquer outra editora pequena, por esse mérito. Mas é complicado, porque esse é um círculo vicioso que só pode ser quebrado com essa aposta. Se ninguém compra, aí mesmo que nada mais vai ser publicado. Imagina se, por um milagre da sétima arte, a revista estoura, faz um boom louco e começa a vender pra cacete? Aí você pode ter certeza que o próximo volume ia sair rapidinho. Mas o preço e a distribuição, muitas vezes, deixam esse “estouro” meio impossibilitado de acontecer… Por isso eu acho fundamental divulgar pra caralho. Acho que as grandes editoras já têm o diferencial da distribuição e do preço competitivo. É uma obrigação moral fazer a nossa parte e compensar esse handicap das editoras menores divulgando os lançamentos! Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades!
      Fico muito feliz que você tenha curtido aqui nosso espacinho, espero que você visite mais vezes! Dá uma olhada no gibiteca também, do amigo Kadu, que é muito engraçado, tem uma pegada parecida aqui com a Caverna!
      Quando puder, comenta lá no Podcrastinadores também, que a galera se amarra num feedback!
      E eu vou dar uma olhada lá no teu instagram! Abração!

      • Ah, na loja oficial deles tá R$50. Na amazon.br tá R$40. Não achei nenhum absurdo perto do que a Panini está pedindo nos seus encadernados.

  • Super do BdE

    Interessante….

    …mas quem é o autor?

    • É o Charles Soule. Acho o trabalho do cara bem legal, fez umas coisas pra Marvel recentemente. 😉

      • Super do BdE

        Ah tá. Gosto do trabalho dele na DC também. O Mostro do Pântano dele é legal.

        • Tibério foi mais rápido que eu! Acabei não botando o nome do autor porque estava na capa da revista (na foto) e eu não conhecia nada que o cara tinha escrito, não achei que fosse ser um mega chamariz… Nem sabia que ele tinha escrito o Monstro do Pântano! Se vocês souberem o que ele fez na Marvel, me conta aí, que eu fiquei curiosos…

          • O que já li dele recente foi Lando (Star Wars), Obiwan e Anakin, Morte do Wolverine e Inhumans. Acho que ele tá escrevendo Poe Dameron de Star Wars também, mas não saiu o encadernado ainda, então não li.

            O cara que é autor de pelo menos 3 tpbs de Star Wars é um nome forte pra mim. Hehehe

            Na DC acho que ele estava em Superman: Doomed, mas não li também, ainda, tá na fila.

          • Tô louco pra começarem a encadernar essas séries de Star Wars por aqui também! É isso que está me impedindo de começar a ler…
            Já esbarrei com esse Superman: Doomed algumas vezes, eu acho que saiu por aqui. Quando você ler, me diz o que achou?

          • Conto, mas espera aí sentado pq acho que tem outras coisas na frente.
            Ah, sobre A Morte de Wolverine e a continuação, eu curti bastante, Inumanos nem tanto, Star Wars tá show!

            Mas 11 HQs em um mês?!?!?! WTF! Não tem namorada não Charles? hahaha

          • Hahahahhhahaha Se ele tivesse, ele não era “soule” na vida

          • Gilberto Sousa

            Boa…Piadoca estilo a praça é nossa….
            🙂

          • Tito Camello

            Essa Morte do Wolverine dele é horrível.

          • Super do BdE

            Acho que ele escreveu algumas edições de Thunderbolts , escreveu A Morte de Logan e está escrevendo Wolverines, Inumanos e Demolidor.

            O cara é uma máquina! Já chegou a ter 11 HQs publicadas em um mês.

          • Uau! E quanto a qualidade?

          • Super do BdE

            Marvel? Não trabalhamos.

          • Strider_Tag

            Fernando, o Charles Soule escreveu recentemente a revista da Mulher Hulk. As capas dessa série eram do Kevin Wada (cuja arte lembra desenhos de moda), e a arte interna era do Javier Pulido (menos em 1 ou 2 edições em que era um artista “substituto”).

          • Esse título da Mulher Hulk era bom?

          • Strider_Tag

            Eu não lì, mas foi bastante elogiado là fora.